top of page

Veículos Elétricos: As Baterias do futuro podem revolucionar o mercado

O mercado automóvel caminha a passos largos para uma eletrificação em massa, muito devido às metas e imposições governamentais a que os fabricantes estão sujeitos atualmente.

A redução da pegada de carbono é um tema que cada vez mais está em cima da mesa, o que obriga as medidas tomadas a serem gradualmente mais rígidas, e os seus prazos de aplicação mais curtos.

Um dos problemas dos carros elétricos atuais é a sua autonomia. Naturalmente, um condutor que sempre esteve habituado a encher um depósito de combustível em poucos minutos, e com ele percorrer entre 600 e 800 km, estranha quando se depara com uma viatura elétrica que, para percorrer metade dessa distância, precisa de dez vezes mais tempo a carregar para a obter. Ora, este cenário pode estar prestes a mudar.


Um novo tipo de bateria aumentará o alcance dos automóveis elétricos


Investigadores do Instituto de Tecnologia do Illinois (ITT) e do Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE), mais especificamente do Laboratório Nacional Argonne, desenvolveram uma bateria de lítio-ar com potencial para aumentar significativamente a distância percorrida pelos carros elétricos entre recargas.


Dada esta possibilidade, a ansiedade dos condutores deste género de viaturas, provocada pelo alcance limitado das mesmas, tem os dias contados.

Este novo tipo de baterias distingue-se por possuir um eletrólito sólido constituído por um material de polímero cerâmico, que permite reações químicas cujo resultado é óxido de lítio. Segundo Rachid Amine, investigador químico: “A reação química para o superóxido de lítio ou peróxido envolve apenas um ou dois eletrões armazenados por molécula de oxigénio, enquanto que para o óxido de lítio envolve quatro eletrões.”


A BATERIA DE LÍTIO-AR AGORA DESENVOLVIDA É A PRIMEIRA, A NÍVEL MUNDIAL, A CONSEGUIR ALCANÇAR UMA REAÇÃO DE QUATRO ELETRÕES À TEMPERATURA AMBIENTE.

Para além disso, o único oxigénio necessário para o seu funcionamento é o que existe na atmosfera, o que elimina a necessidade de ter este gás armazenado em tanques específicos para esse efeito.

Os resultados das baterias lítio-AR são prometedores

Após uma série de testes que a equipa de investigadores levou a cabo, foi possível verificar que a bateria consegue atingir um tempo de vida superior às versões anteriores.

Uma célula de teste conseguiu manter o seu desempenho mesmo após 1000 ciclos de carga e descarga, ao mesmo tempo que a estabilidade energética permaneceu praticamente intocada.

Com estes resultados, fica mais perto a possibilidade de uma futura produção em massa desta nova bateria de lítio-ar, que potencialmente revolucionará então a autonomia de viaturas elétricas, devido à sua densidade energética elevada quando comparada com a das atuais baterias de iões de lítio.

Um dos investigadores concluiu que: “com o desenvolvimento adicional, esperamos que o nosso novo design para a bateria de lítio-ar também atinja uma densidade de energia recorde de 1200 watts-hora por quilograma. Isso é quase quatro vezes melhor do que as baterias de iões de lítio.”

As baterias do futuro – Lítio-AR

Fonte: www.portal-energia.com

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page