top of page

ERSE aprova redução de tarifas de 4,2% na mobilidade elétrica em 2024

A ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos aprovou a redução das tarifas, para 2024, de 4,2% para comercializadores de eletricidade para a mobilidade elétrica (CEME) e aos operadores de ponto de carregamento (OPC) para os veículos elétricos.



Num comunicado, a entidade deu conta da sua decisão final, mantendo a proposta que tinha divulgado em outubro.


“O regime em vigor estabelece uma série de relacionamentos entre as várias entidades envolvidas”, lembrou, indicando que “os utilizadores de veículo elétrico (UVE) estabelecem contratos com os Comercializadores de eletricidade para a mobilidade elétrica (CEME) para o serviço de carregamento, realizado em pontos de Operadores de ponto de carregamento (OPC)”.


Além disso, o regime legal “prevê a possibilidade de integração na rede Mobi.E de pontos de carregamento de acesso privativo, para uso exclusivo ou partilhado, a pedido dos próprios detentores do local de instalação do ponto de carregamento (detentores de pontos de carregamento, DPC)”.

Assim, destacou, “para o ano de 2024, a ERSE aprova uma redução de 4,2% das tarifas aplicáveis aos CEME e aos OPC e uma redução de 3,2% das tarifas aplicáveis aos DPC, face às tarifas praticadas no ano 2023”.


A ERSE lembrou que em 2022, “a rede de mobilidade elétrica permitiu a realização de mais de 2,20 milhões carregamentos, num total de 6.716 pontos de carregamento”, prevendo que “em 2024 a rede de mobilidade elétrica atinja cerca de 4,98 milhões de carregamentos, representando um aumento de 33% face à estimativa de 3,69 milhões de carregamentos para o ano 2023”. Fonte: Jornal Económico.

23 visualizações0 comentário
bottom of page