top of page

CATL começa a produzir baterias Qilin que permitem autonomias acima de 1000 quilómetros

Depois de várias notícias sobre as baterias Qilin, a CATL anunciou finalmente a sua produção em massa. Novas baterias podem armazenar 13% mais de energia e alcançar mais de 1000 quilómetros de autonomia.

CATL lança baterias Qilin

A CATL, a maior fabricante mundial de baterias, anunciou o início de produção da Qilin, um novo tipo de baterias que promete revolucionar o mercado e apresentar uma autonomia que supere os 1000 quilómetros.

Com esta nova bateria, é aproveitado 72% do seu corpo para armazenar energia, um valor que ultrapassa significativamente a capacidade das atuais baterias CTP (cell to pack).

As Qilin conseguem, assim, atingir uma densidade de energia de 255 Wh/kg, permitindo que catapultem a sua autonomia para mais de 1000 quilómetros.

Quando comparado às células de bateria 4680, usadas pela Tesla e fabricadas pela Panasonic com o mesmo sistema químico e mesmo tamanho, estas novas baterias conseguem armazenar 13% mais de energia.

Desta forma, além de um aumento no seu desempenho e autonomia, permitem ainda uma melhoria no carregamento rápido, na sua estabilidade e segurança, na sua vida útil e na eficiência em todas as temperaturas, mesmo nas mais baixas.

Zeekr 009 irá estrear novas baterias Qilin

Estas novas baterias serão estreadas no Zeekr 009, uma minivan de grandes dimensões. Este modelo foi apresentado em junho de 2022 e conta já com muitas encomendas para esta versão com a bateria Qilin.

Este carro utilizará uma bateria de 140 kWh que, devido ao elevado peso do carro, ficará apenas por 822 quilómetros de autonomia, sendo necessário esperar por um carro mais leve para ver este valor passar os 1000 quilómetros.


Por agora, já é sabido que marcas como a Li Auto, Neta, Lotus e AITO já estão a aguardar a disponibilização destas baterias, existindo certamente já outros fabricantes a ponderar a sua utilização nos seus carros elétricos.

Fonte: portal-energia.com

16 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page